Enter your keyword

A Nova Política

A NOVA POLITICA

Um sonho que vale a pena, a ousadia que falta!

Direita, esquerda, conservadores, progressistas, liberais, republicanos,
democratas, trabalhistas, monarquistas, tudo isso parece já ter cumprido — sem
entrar no mérito do “como” se fez — o seu papel no progresso humano até a
presente etapa do progresso planetário.
O sonho a ser agora trabalhado é o da definição de uma nova política em âmbito
planetário, mas que tenha ramificações nas diversas regiões da Terra. Mas isso
não virá por meio de um partido mundial, mas sim de um movimento, de uma
intenção política transnacional de muitos partidos e de grupos de pessoas.
Semear o “vírus-orbum” para que isso aconteça é o fator de união dos que se
congregam em torno do IEPP.
Esse é o grande objetivo do IEPP: o de propor e de viabilizar a discussão em
torno dessa temática.
O “vírus-orbum” significa: (1) como fazer politica sem se sujar, ou (2) como
expressar a minha cidadania nos âmbitos local e planetário, sem me corromper
frente aos desafios impostos pela degastada prática da política tradicional.
A resposta-proposta do IEPP a esse desafio é: vamos criar comunidades
(membros de uma cidade, de u estado, de um país) e delas retirar candidatos
somente para as eleições legislativas (vereador, deputados estadual e federal) —
jamais as de ordem executiva (prefeito, governador, presidente). Assim, quando
eleitos, antes de votarem nos âmbitos das suas respectivas casas de atuação,
tragam para o IEPP que ajudou a elegê-los, a matéria para ser primeiro discutida
no âmbito da comunidade a eles vinculada.
Ou seja, os representantes do IEPP terão que ser livres em relação ao poder
executivo para poder votar de acordo, não com os lobbys e interesses escusos,
mas com os da comunidade que os ajudou a serem eleitos.
As campanhas serão feitas pela internet sendo as mesmas veiculadas pelo
trabalho coletivo de cada comunidade.
Ainda que nos movimentemos em torno dos “Velhos Ideais”, agora sem
ideologias consistentes — pois que todas se encontram fragilizadas pelos fatos
—, será o projeto de uma “Nova Política” exatamente o que se pretende repassar
para a reflexão das novas gerações do mundo.
No caso de países como o Brasil, o sistema político vigente já não consegue
capturar os melhores atores sociais para exercer a liderança. Daí a nossa
expectativa e o nosso convite para que comunidades municipais surjam no
âmbito do IEPP, para que delas possamos escolher aqueles que emprestarão as
suas faces para uma nova forma de se fazer política, atrelada agora a princípios e
propósitos nobres, e sem os vícios das práticas apodrecidas pela corrupção e
pela ignorância tanto da parte do eleitor como dos eleitos.

Inscrevam-se e seus nomes serão listados por cidades, o que facilitará a
formação das respectivas comunidades, primeiro no âmbito municipal e depois
estadual.
No fórum-global discutiremos tudo; nas comunidades, os seus membros
avaliarão e votarão as matérias de interesse especifico, como também as
propostas e estratégias pertinentes ao âmbito da atuação.
Mãos à obra!
Rogério Freitas – membro IEPP.